HORA DE APOSTAR TODAS AS FICHAS

 

poker

All in: arriscar é preciso.

 

Fala, raça!

Pudera eu entrar numa máquina do tempo e ser lançado diretamente para o dia 26 de novembro de 2014, lá por volta das 21:30, horário de Brasília, para acabar de uma vez por todas com essa ansiedade que tem tomado meus dias e me tirado o sono durante a noite. Nessas horas tenho uma inveja danada de Marty McFly com seu Delorean DMC-12 e não ligaria nem um pouco em perder algumas rodadas do campeonato brasileiro para avançar no calendário, mesmo porque já apertei o botão do foda-se para as partidas que estão sendo jogadas nesse meio tempo. Seria um grande hipócrita se dissesse o contrário.

Enquanto não conheço nenhum Dr. Emmet Brown, me resta aguardar – como todos os mortais – a chegada do jogo derradeiro, aquele que pode decretar o fim do nosso jejum de 43 anos sem um caneco tupiniquim. Imagina nossa seca? Então. Até lá, a grande questão é: poupar ou não poupar os jogadores? Se metermos os caras em campo podemos perder uma peça chave por lesão ou desgaste físico. Ao mesmo tempo, precisamos manter o ritmo de jogo para chegarmos voando para a decisão no Mineirão. Levir, junto com o pessoal da fisiologia, sabe bem disso e é certo que já bolaram um esquema para os três jogos que acontecem nesse período.

Contra o Figueirense foram os reservas. Certíssimo. Contra o Flamengo, alguns titulares devem voltar – pelo simples fato de ser um Galo X Flamengo. Contra o Inter podemos ir com o sub-15 que eu não tô nem aí. Aí você me pergunta: “Vamos abandonar a luta pelo G4 de uma vez por todas?”. Eu respondo: claro que sim. Na boa, não podemos nos preocupar com G4 mais, temos que apostar todas as nossas fichas na Copa do Brasil mesmo. É matemático: pelo G4 são cinco concorrentes. Pela Copa do Brasil, apenas um e valendo título. Não sei vocês, mas eu prefiro brigar contra um do que contra cinco.

É arriscado? Claro que é, mas o risco faz parte da rotina dos vencedores.

*Post originalmente publicado antigo Terreirão, no globoesporte.com

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *